Este dia 1 de setembro significa uma subida na carreira para mais de 620 trabalhadores do Instituto da Segurança Social.

Vão aceder a carreiras superiores, de acordo com as suas atuais habilitações e apesar do congelamento que vigora na função pública.

O procedimento de mobilidade entre carreiras foi aprovado em junho pelo ISS e pelo Ministério do Trabalho e Segurança Social.

Na prática, 450 trabalhadores, que eram assistentes técnicos nos centros distritais de Segurança Social, passam para a carreira de técnico superior, porque entretanto se licenciaram.

Os restantes trabalhadores que vão beneficiar da mobilidade intercarreiras eram assistentes operacionais e passam hoje para assistentes técnicos, porque completaram o 12ªano de escolaridade.

As carreiras na função pública continuarão congeladas sem fim à vista, indo de encontro às medidas adicionais exigidas pela Comissão Europeia para a redução do défice estrutural dentro das regras comunitárias.