O presidente da Renault, o brasileiro Carlos Ghosn, insistiu esta sexta-feira que o grupo francês cumpre as regras das emissões poluentes nos seus carros e acrescentou estar a favor da alteração das medidas de homologação para evitar confusões nos consumidores.

"Não há fraude", sublinhou Carlos Ghosn numa entrevista ao canal de televisão RTL, que fez finca pé de que "cumpre as normas" e de que "os carros Renault estão todos homologados".

O presidente da Renault respondia à polémica gerada depois de na semana passada as autoridades francesas antifraude terem feito buscas em vários locais da empresa para verificar se a marca não utilizava, como a alemã Volkswagen, mecanismos para dar informações enganosas sobre os níveis de emissões dos seus veículos.