A cotação do barril de petróleo está a ganhar força nos mercados internacionais, com o Brent londrino a passar a barreira dos 40 dólares.

Numa valorização superior a 3%, 40 dólares por barril é, de resto, o valor mais alto registado desde o início do ano.

Negociado em Londres, o Brent é aquele que serve de referência para o mercado português.

Esta valorização do petróleo, sendo tendência, acabará por ter repercussões nos preços dos combustíveis que, de resto, têm estado a aumentar.

Esta semana, o gasóleo vai subir mais e a gasolina fica perto de anular o alívio sentido desde o início do ano.

Também o crude da Organização de Países Exportadores de Petróleo (OPEP) está a acentuar a tendência ascendente que iniciou em meados de fevereiro, valorizando consecutivamente. 

Terminou a semana passada com um valor médio de 31,46 dólares, a média semanal mais alta desde o início do ano.