O PSI-20 já inverteu a tendência e segue a negociar em terreno negativo, com a PT e o BCP a pressionar o índice lisboeta. Mas também na Europa o cenário mudou e as pares europeias negoceiam todas abaixo da linha de água, na ressaca da divulgação dos testes de stress a 130 bancos europeus, em que 25 chumbaram na prova do Banco Central Europeu.


Em Lisboa, destaque para o tombo de 4,1% da PT, cujas ações valem 1,01 euros. O BCP, que esta manhã estava em terreno positivo, está a depreciar 3,9%, fixando o preço das ações em 0,09 euros. Este domingo o BCE anunciou que o peso pesado chumbou nos testes.


Embora ainda em contraciclo, o BPI ganha ligeiros 0,2%, com os títulos a valer 1,56 euros, isto apesar de ter passado no testes do banco central, e com distinção.


No verde está a Galp, que sobe 1,4%, para os 11,51 euros. A empresa apresentou resultados esta segunda-feira, antes da abertura do mercado, mais que duplicando os lucros no terceiro trimestre do ano.


Lá fora, Milão continua a ser a praça que mais cai, 1,6%. Recorde-se que dos 15 bancos analisados pelo BCE, nove falharam nos testes. Madrid desce 1%, Paris deprecia 0,5%, Frankfurt cai 0,4% e Londres desce 0,2%.