Eduardo Stock da Cunha é o nome escolhido pelo Governo e pelo Banco de Portugal para assumir a presidência do Novo Banco. O anúncio oficial deverá ser feito este domingo à tarde, noticia o «Expresso» online.

O Banco de Portugal assegurou, no sábado, em comunicado, que estava a trabalhar para garantir que o futuro conselho de administração do Novo Banco permitisse concretizar o projeto de desenvolvimento e a criação de valor para a instituição financeira. O supervisor bancário reagia assim à demissão da equipa de Vítor Bento, que no mesmo dia confirmou ter apresentado ao Fundo de Resolução e ao Banco de Portugal a intenção de renunciar aos cargos desempenhados na administração da entidade.

Eduardo Stock da Cunha tem quase 30 anos de experiência no sector da banca. Atualmente estava a trabalhar no Lloyds convidado por António Horta Osório, depois de deixar a administração do Santander nos Estados Unidos. O percurso do banqueiro confunde-se com o do Santander. Stock da Cunha fez parte da equipa de Horta Osório que fundou o Santander Portugal e trabalhou ainda com Nuno Amado, que atualmente lidera o Millennium BCP. Tem uma vasta carreira no setor financeiro tendo trabalhado em Espanha, Estados Unidos e Inglaterra.

Stock da Cunha tem 51 anos, é formado em economia pela Universidade Católica e tem um MBA da Universidade Nova de Lisboa. Se aceitar o desafio, o banqueiro irá ter como objetivo a alienação do Novo Banco substituindo a atual administração que se encontra demissionária.