Vários funcionários do banco suíço UBS, que operam no setor da gestão de fortunas, foram proibidos pela entidade de entrar em solo francês até nova ordem, segundo informações obtidas pela rádio televisão suíça RTS, noticiou esta quinta-feira a AFP.

De acordo com a rádio, a proibição deverá afetar dezenas de pessoas e os trabalhadores que violarem a proibição podem ser demitidos.

Questionado pela AFP, o banco não quis fazer comentários.

Segundo a RTS, o banco disse que «não fará comentários enquanto estiverem a decorrer processos em curso, como é o caso da França», onde a UBS está a ser processada por solicitação ilegal de clientes.

A decisão deste processo é esperada antes do verão.