A posição de investimento internacional de Portugal (PII) aumentou para 121,8% do Produto Interno Bruto (PIB) em junho, acima dos valor registado no final de 2012, o que significa que a economia portuguesa está mais exposta face ao exterior.

De acordo com dados publicados esta quinta-feira pelo Banco de Portugal (BdP), no boletim estatístico, a PII está acima dos 116,7% do PIB registado no final do ano passado e dos 118,3% do PIB do primeiro trimestre deste ano.

Em termos absolutos, ainda segundo a mesma informação, Portugal tinha uma posição de investimento internacional negativa em 198,9 mil milhões de euros no final do primeiro semestre, mais 7,68% do que o registado há um ano.

Este valor é a diferença entre os ativos de Portugal sobre o exterior, que eram de 280,8 mil milhões de euros no final do primeiro semestre (menos 3,45% do que em junho de 2012) e os 479,8 mil milhões de euros de passivos de Portugal face ao exterior, mais 0,87% do que há um ano.

As estatísticas de posição de investimento internacional agregam dados sobre investimento direto no exterior e do exterior em Portugal, investimento de carteira (título como ações e obrigações), derivados financeiros, outros investimentos (caso de empréstimos bancários concedidos e recebidos do exterior) e ativos de reserva (reservas de ouro e moeda do banco central), e revelam as posições da economia portuguesa face ao exterior, tanto de ativos como de passivos financeiros.