O Banco de Portugal comentou a decisão do Tribunal Administrativo de Lisboa de suspender a decisão da instituição sobre obrigações do antigo BES.

A instituição diz que "respeita a decisão provisória, mas irá solicitar imediatamente o seu levantamento".

"O Tribunal Administrativo de Círculo de Lisboa decretou provisoriamente a providência cautelar em relação a uma das séries de obrigações, sem audição prévia do Banco de Portugal. O Banco de Portugal respeita esta decisão provisória, mas irá solicitar imediatamente o seu levantamento."

O Banco de Portugal diz ainda que "foi citado para responder num prazo de dez dias". "Assim, não houve nenhuma decisão definitiva do Tribunal, nem mesmo sobre a providência cautelar".

O banco Merril Lynch venceu um primeiro braço de ferro na justiça contra o Banco de Portugal depois do Tribunal Administrativo de Lisboa ter aceitado a providência cautelar que suspende a decisão tomada pelo Banco de Portugal em dezembro, quando transferiu quase 2 mil milhões de euros de obrigações do Novo Banco para o BES mau.