A dívida das administrações públicas fechou o ano de 2013 nos 129% do Produto Interno Bruto (PIB) em 2013, segundo dados do Boletim Estatístico do Banco de Portugal divulgados esta quinta-feira.

O montante da dívida pública no final do ano passado, na ótica de Maastricht, a que conta para a Comissão Europeia, atingiu assim os 213.390 milhões de euros, acima dos 204.844 milhões de euros, ou 124,1% do PIB, registados no final de dezembro de 2012.

Estes valores não contam, no entanto, com a 'almofada' financeira que o Estado tem em depósitos.

Os dados do Banco de Portugal mostram que o valor da dívida na ótica de Maastricht, liquida de depósitos, representava no final do ano passado 196.091 milhões de euros o equivalente a 117,8% do PIB.

Ou seja, os depósitos da administração central atingiam no final de setembro 17.299 milhões de euros.

O rácio da dívida pública em percentagem do PIB tem vindo a aumentar ao longo dos últimos anos e passou de 108,3% em 2011, para 124,1% em 2012 e 129% em 2013.

A meta do Governo para a dívida pública em 2013, constante na proposta de Orçamento do Estado para 2014, é de 127,8% do PIB.

Para 2014, e segundo o mesmo documento, a meta da dívida é de 126,7% do PIB.