Mais de 300 emigrantes lesados do BES vão interpor uma ação administrativa contra o governador do Banco de Portugal (BdP), disse o advogado António Pereira de Almeida à agência Lusa.

A ação vai dar entrada no Tribunal Administrativo "nos próximos dias" e vai assemelhar-se ao processo coletivo contra o governador do Banco de Portugal, contra o Banco de Portugal e contra o Estado português, interposto em outubro de 2014 também no Tribunal Administrativo, por parte "de mais de 600 acionistas e titulares de obrigações subordinadas do BES".

"Esta ação é dos emigrantes que também foram lesados pelas falhas graves de supervisão e declarações enganosas do governador do Banco de Portugal", explicou o advogado, precisando que os fundamentos do processo são os mesmos da ação coletiva que "está a correr há mais de um ano".