É um grande salto na carreira: Maria Delfina Rossi, filha do ministro da Defesa argentino, Agustín Ross, foi nomeada diretora da principal instituição financeira pública do país.

Segundo o El Mundo, Delfina tem 26 anos e reside em Barcelona desde 2002. No ano passado candidatou-se ao lugar de eurodeputada pela aliança Iniciativa pela Catalunha, mas não foi eleita. O governo argentino nomeou-a esta quarta-feira diretora do Banco Nación.

A filha do ministro da Defesa, licenciada em economia e com um mestrado na mesma área, feito em Florença, vai ocupar um dos dez cargos de direção da instituição por um período de quatro anos.

É um dos cargos de maior responsabilidade no banco, estando apenas abaixo do presidente e vice-presidente do banco.  O salário mensal de Maria Delfina Rossi rondará os sete mil euros.

O Banco Nación foi fundado em 1891 e conta com mais de 17 mil funcionários e tem ativos superiores a 38 mil milhões de euros.