O BCE detetou falhas de capital de 25 mil milhões de euros nos bancos da zona euro, durante os testes de stress e avaliação da qualidade dos ativos, sendo que em 12 bancos as necessidades de capital já foram colmatadas.

BCP chumba nos testes de stress

Segundo a informação divulgada esta manhã pela instituição sediada em Frankfurt, que baseou os exercícios nos balanços dos bancos a 31 de dezembro de 2013, dos 25 bancos que chumbaram 12 desses já cobriram as suas necessidades, depois de terem aumentado o capital em 15 mil milhões de euros já em 2014.

Os outros bancos têm agora de preparar planos de reforço de capital a serem apresentados no prazo de duas semanas e terão nove meses para colmataram as falhas detetadas.

Os testes de stress demonstraram ainda que num cenário de stress grave, com agravamento da economia e dos indicadores financeiros, que o rácio de capital
Common Equity Tier 1 médio (o rácio de capital que está a ser usado para medir a solvabilidade dos bancos) dos mais de 100 bancos cairia de 12,4% para 8,3% o que, segundo o BCE, demonstra a «natureza rigorosa» destes exercícios.

O Banco Central Europeu (BCE) divulgou este domingo os resultados das avaliações feitas a 130 bancos de 22 países europeus, entre os quais os portugueses Caixa Geral de Depósitos (CGD), Banco BPI e Banco Comercial Português (BCP).