O montante dos depósitos junto das instituições financeiras gregas terá aumentado em mil milhões de euros desde a reabertura dos bancos, a 20 de julho, segundo fonte do Banco da Grécia citada pela Bloomberg.

De acordo com a mesma fonte, citada pela agência de informação financeira, os bancos gregos serão submetidos a testes de ‘stress’ pelo Banco Central Europeu (BCE), que irá avaliar igualmente a situação financeira e as necessidades das instituições financeiras gregas.

Depois do alívio nas limitações associadas ao controlo de capitais, os bancos gregos registaram agora um aumento do valor dos depósitos em torno dos mil milhões de euros desde a sua reabertura, a 20 de junho, segundo o responsável.