A equipa de gestão do Banco BPI não está a trabalhar a fusão com o BCP proposta pelo seu segundo maior acionista, a empresária angolana Isabel dos Santos, nem conta fazê-lo, segundo o presidente do banco, Fernando Ulrich.

"Sobre a eventual fusão com o BCP, a única coisa que lhe posso dizer é que não está na agenda da comissão executiva do banco", afirmou o responsável durante a conferência de imprensa de apresentação das contas semestrais do BPI.

E reforçou: "Não estamos a trabalhar nesse tema, nem contamos trabalhar nesse tema".

O BPI registou lucros de 76,2 milhões de euros no primeiro semestre do ano. No período homólogo os prejuízos do banco ultrapassaram os 100 milhões de euros. 

Em comunicado enviado à Comissão de Mercado e Valores Mobiliários, o banco informa que o lucro líquido consolidado decorre de um contributo positivo da atividade doméstica de 6,6 milhões e de um contributo positivo da atividade internacional de 69,6 milhões de euros. ​