O BCP, que detém 50,1% do Millenium Bank na Polónia, foi um dos que escreveu ao senado polaco a avisar da potencial ilegalidade do projeto-lei que vai ser aprovado e que prevê que os clientes bancários com determinadas características possam exigir a conversão dos seus créditos denominados na origem em francos suíços para zlotys, apurou o Diário Económico.

Na carta, o BCP alerta para o facto de poder recorrer a tribunal para pedir indemnizações ao Estado polaco, por estar a ser violado o Tratado de Investimento Bilateral e a Constituição da Polónia.

A câmara baixa do parlamento aprovou este mês um projeto de lei que permite a conversão dos créditos, a custo maioritário dos bancos. O tema foi discutido esta terça-feira no parlamento, depois do Banco Central da Polónia ter avisado para o risco de litigância se a lei for aprovada.

Os bancos polacos, incluindo o PKO, BZ WBK, Millenium Bank e BPH detêm carteiras de créditos em francos suíços que valem cerca de 144 mil milhões de zlotys, o equivalente a 8% do PIB do país.