A Plataforma Sindical do grupo TAP entrega esta quinta-feira na Assembleia da República uma petição pública a pedir a suspensão da privatização da TAP, considerando que o Governo «em fim de mandato» não pode avançar com a operação.

Na petição que reuniu 5.159 assinaturas, o conjunto de sindicatos representativos dos trabalhadores do grupo TAP argumenta que «esta privatização, tal como já demonstrado noutras empresas do tecido empresarial do Estado, publicas ou não, tal como PT, a EDP e a Cimpor, não protege os interesses nacionais».

«Este modelo de privatização não protege adequadamente as Regiões Autónomas, o HUB (plataforma de distribuição de voos) de Lisboa, as rotas ultramarinas ou a diáspora», refere o documento a que a Lusa teve acesso.

Os sindicatos argumentam que «a calendarização para a venda da TAP Portugal SGPS, que este Governo, em fim de mandato e derrotado em todas as sondagens públicas, preconiza, não pode ser aceite».

Os sindicatos realçam que a TAP Portugal é uma «empresa de todos os portugueses e considerada (…) uma extensão do território nacional», nesse contexto, não pode ser vendida sem o Governo demonstrar a utilidade pública desta venda, bem como a sua necessidade urgente e impreterível.

A petição destaca que o grupo TAP emprega mais de 12.000 trabalhadores, considerando que «uma condução precipitada da sua venda, tendo por base as declarações dos vários interessados quanto à redução do número de trabalhadores, poderá prejudicar ainda mais a economia nacional e, neste caso específico, a própria sustentabilidade a curto/médio prazo da Segurança Social».

Além de pedir a suspensão da privatização, a petição reclama uma avaliação, em sede de comissão parlamentar, do modelo de privatização que o Governo propõe, e a realização de um referendo público, com carácter vinculativo, sobre se os cidadãos portugueses concordam com a privatização da TAP Portugal.

O Governo decidiu a 13 de novembro relançar o processo de privatização da TAP, pela alienação de ações representativas de até 66% do capital social da TAP SGPS.