O plano de ajustamento que a TAP vai apresentar ao Governo inclui o corte das ligações diretas a Oviedo (Espanha), Gotemburgo (Suécia), Helsínquia (Finlândia), Varsóvia (Polónia) e Zagreb (Croácia) nos meses entre outubro e março, revela o Jornal de Negócios.

Também irão continuar suspensas as ligações a Tallinn (Estónia) e a São Petersburgo (Rússia).

Esta redução visa poupar custos, já que todas estas rotas são deficitárias no inverno. A aposta passa por reduzir ao mínimo as perdas nestes meses, apostando forte no verão.

 Presidente da TAP deverá entregar ao Governo o plano de ajustamento da companhia revisto até ao final da próxima semana, podendo o documento final vir a incluir mais alterações.