Mais de 4.500 queixas sobre os transportes públicos portugueses foram registadas no primeiro semestre do ano, tendo sido o setor rodoviário o que recebeu o maior número de reclamações, revelou hoje a Autoridade da Mobilidade e do Transporte (AMT).

Em média, foram registadas 25 reclamações por dia, indica a AMT, ressalvando que estas queixas apenas dizem respeito às que foram apresentadas diretamente àquela autoridade e às que foram registadas no livro de reclamações dos prestadores de serviços.

De acordo com a AMT, das 4.500 queixas, mais de metade (2.273) foram dirigidas ao setor rodoviário, 1.870 ao setor ferroviário, 293 ao setor fluvial e três ao setor portuário.