O Presidente da República recebe esta manhã as centrais sindicais, UGT e CGTP, no âmbito das audições marcadas a propósito da crise política desencadeada pelo pedido de demissão de Paulo Portas.

Ontem foram ouvidas as confederações patronais que pediram de forma quase unânime a Cavaco Silva que não convoque eleições antecipadas. Os patrões temem que a crise política gere mais instabilidade e comprometa a confiança dos agentes económicos e dos mercados.

Antes dos parceiros sociais, o Presidente ouviu também os partidos políticos com assento parlamentar e o governador do Banco de Portugal.