As vendas de gasóleo e de GPL Auto aumentaram no terceiro trimestre deste ano, face ao período homólogo, apesar de se ter registado uma ligeira quebra de 1% nas gasolinas, revelou esta quarta-feira a Associação Portuguesa de Empresas Petrolíferas (APETRO).

De acordo com dados da APETRO, corrigidos hoje depois de um alerta da Direção-Geral de Energia e Geologia de que havia «incorreções no mapa de vendas de combustíveis» divulgado na terça-feira, as gasolinas registaram uma descida de 1% nas vendas durante o terceiro trimestre face ao homólogo, enquanto o gasóleo subiu 0,5% e o GPL Auto 9,5%.

No que diz respeito a dados em relação ao trimestre anterior, as variações foram todas positivas, havendo um crescimento de 10% nas gasolinas, de 6,6% no gasóleo e de 8% no GPL Auto, que a APETRO atribui à sazonalidade.

Em termos de preços, face ao terceiro trimestre de 2012 deu-se uma descida em todas as frentes, gerando-se o fenómeno contrário em relação ao trimestre anterior deste ano: quer o crude quer a gasolina e o gasóleo aumentaram.

«Podemos concluir que os preços médios antes de impostos em Portugal acompanharam o que se passou nos restantes países da zona euro, estando a gasolina em linha com a média, e o gasóleo ligeiramente acima. No que se refere aos preços médios de venda ao público, estes situam-se abaixo da média da zona euro, sendo a diferença mais pronunciada no caso da gasolina», refere a APETRO.