“Estamos na reta final de concluir um acordo com as instituições. Apesar das dificuldades que enfrentamos, acreditamos que este acordo poderá encerrar as dúvidas sobre o futuro da Grécia e da sua permanência na zona euro”, afirmou, citado pelo jornal grego Ekathimerini.

Durante a visita, Alexis Tsipras anunciou ainda um programa de seis mil milhões de euros para desenvolvimento do setor agrícola até 2020 e que poderá gerar 50.000 postos de trabalho.

Também hoje o presidente da Comissão Europeia, Jean-Claude Juncker, disse acreditar na possibilidade de a Grécia concluir um acordo sobre o terceiro resgate com os credores ainda este mês, “de preferência, antes de dia 20”

As negociações progridem de “forma satisfatória”, afirmou Jean-Claude Juncker, em entrevista à agência AFP.

As negociações entre a Grécia e os credores internacionais para um terceiro resgate, estimado em até 86 mil milhões de euros a três anos, começaram oficialmente na terça-feira passada (28 de julho). 

Uma dúzia de técnicos da Comissão Europeia (CE), Banco Central Europeu (BCE), Mecanismo de Estabilização Europeu (MEE) e Fundo Monetário Internacional (FMI) deslocaram-se a Atenas, o que não acontecia há mais de um ano.