O parlamento alemão aprovou esta quinta-feira a introdução do salário mínimo nacional, pela primeira vez na história da Alemanha.

A medida entre em vigor a partir de 1 de janeiro e a maioria dos trabalhadores vão receber pelo menos 8,5 euros por hora.

A legislação foi publicada em abril, mas necessitava de ser ratificada pela câmara baixa do parlamento.

O salário mínimo será aplicado a todos o mais tardar, em 2017, exceto aos menores de 18, aos estudantes e aos desempregados de longa duração, que ficarão isentos durante seis meses após a contratação.

A introdução de um salário mínimo surge como uma revolução no país que historicamente tem permitido aos parceiros sociais a negociação dos salários.