A Agência para o Investimento e Comércio Externo de Portugal (AICEP) está a apoiar a internacionalização de 20 empresas portuguesas nos EUA, através de um projeto pioneiro chamado «Novos Exportadores».

Segundo o diretor do escritório da AICEP em Nova Iorque, Rui Boavista Marques, os EUA foram escolhidos por existirem oportunidades por detetar e um número substancial de empresas exportadoras de produtos inovadores e competitivos que ainda não exportam para o país.

«Portugal tem com os EUA uma balança comercial positiva desde 1997, sendo um importante destino das exportações de serviços e produtos inovadores, mas é importante reconhecer que ainda existem novas oportunidades que interessa detectar e concretizar», disse o responsável à agência Lusa.

O concurso foi lançado em finais de 2013, tendo-se candidatado 61 empresas, maioritariamente dos sectores de moda, tecnologia de informação e agro-alimentar.

«O que importava era o conteúdo inovador do produto ou serviço e a adequação do produto ao mercado e a maturidade e capacitação do ponto de vista por ser exportável», indicou o diretor.

Acabaram por ser escolhidas empresas como a Biocaracol (agroalimentar), a Chatron (energias renovaveis), a Bo Bell (calçado), a Sá, Aranha e Vasconcelos (arquitetura e design) e a Card4B (ciência e tecnologia).

As 20 empresas escolhidas participaram depois num roadshow aos EUA. Oito delas deslocaram-se a S. Francisco de 2 a 4 de Abril e outras 12 visitaram Nova Iorque de 7 a 9 de Abril.

Durante estas visitas, aconteceu perto de uma centena de encontros com potenciais importadores, agentes e parceiros no mercado.

Todas as empresas receberam formação sobre o mercado norte-americano, para aumentar a eficácia da deslocação.

«Para já a resposta é positiva, mas existe a consciência que tudo depende do bom acompanhamento destas possibilidades que agora foram abertas. Para se entrar num novo mercado tão exigente como o dos Estados Unidos, é preciso persistência e aposta estratégica ao mesmo tempo que é preciso dedicar meios humanos e recursos de marketing adequados», explicou Rui Boavista Marques.

As exportações de bens portugueses para os EUA duplicaram em 4 anos, de 1.012.141 mil Euros em 2009 para 2.000.855 mil Euros em 2013. No ano passado, as exportações cobriram as importações em quase 240%.

Segundo as ultimas estatísticas, de 2012, cerca de 2300 empresas exportaram para os EUA.