A agência de notação financeira Moody's baixou a notação do risco soberano de Angola de Ba2 para B1, com perspetiva negativa, após um processo de vigilância a que o país esteve submetido nos últimos dois meses.

A informação consta de um comunicado do Ministério das Finanças de Angola, enviado hoje à Lusa, dando conta que as "vulnerabilidades criadas para a posição fiscal e externa, e para o crescimento potencial do país", tendo em conta a "queda estrutural e prolongada do preço do petróleo", impactam com a matriz da dívida pública.

A informação é corroborada numa nota divulgada pela Moddy's e confirmando a revisão em baixa do ‘rating' soberano de Angola, reconhecendo que a "posição financeira do Governo e da posição externa do país se deterioraram acentuadamente" devido ao "choque" da quebra dos preços do petróleo.