Uma subsidiária do grupo chinês HNA, acionista da TAP através do consórcio Atlantic Gateway e da companhia brasileira Azul, comprou o aeroporto alemão de Frankfurt-Hahn. Trata-se de uma infraestrutura deficitária usada pela companhia de baixo custo Ryanair.

O governo do estado Renânia-Palatinado (sudoeste da Alemanha) anunciou na quarta-feira a conclusão do negócio, avaliado em 15,1 milhões de euros.

O aeroporto de Hahn, um antigo aeroporto militar norte-americano, começou a ser usado para fins civis em 1993.

Apresenta, há vários anos, resultados negativos. O volume de transporte de carga tem caído sucessivamente, apesar do aumento do número de passageiros.

O mesmo grupo investiu, em outubro do ano passado, em 25% da cadeia de hotéis Hilton