A Autoridade da Concorrência (AdC) está a fazer buscas em várias empresas de crédito especializado na região da Grande Lisboa por suspeitas de práticas anticoncorrenciais, disse à Lusa uma fonte do regulador.

Foram alvo das buscas – algumas das quais ainda a decorrer – 13 instalações de empresas ligadas ao crédito especializado, como o "leasing" (locação financeira), o "factoring" (aquisição de créditos de curto prazo, resultantes do fornecimento de bens ou serviços) e o "renting" (aluguer operacional de viaturas), detalhou a mesma fonte.

Nas buscas, que contaram com a colaboração do DIAP e do Tribunal de Instrução Criminal, estão envolvidos cerca de três dezenas de técnicos da AdC, acompanhados por vinte magistrados.

Num comunicado entretanto divulgado, a AdC acrescenta que as diligências de busca e apreensão surgiram no âmbito de duas investigações relacionadas com a “verificação de indícios de práticas anticoncorrenciais de troca de informação comercial sensível no setor do crédito especializado, que fundamentam suspeitas de infração à Lei da Concorrência e ao Tratado sobre o Funcionamento da União Europeia”.