O governo britânico anunciou esta terça-feira que vai aumentar o salário mínimo 3% em outubro, o maior aumento real em sete anos, anunciado quando faltam menos de dois meses para as eleições legislativas.

Com este aumento, a remuneração de base vai subir de 6,50 libras para 6,70 libras por hora (9,30 euros).

Em termos reais (sem contabilizar a inflação), este é o maior aumento desde 2008 e deverá beneficiar 1,4 milhões de trabalhadores no Reino Unido.

O salário mínimo dos jovens vai aumentar de 3,79 para 3,87 libras (5,37 euros) por hora para os trabalhadores de 16 e 17 anos e de 5,13 para 5,30 libras (7,36 euros) para os de 18 a 20 anos.

Os formandos vão por seu lado ter um aumento salarial de 20%, passando de 2,73 para 3,30 libras (4,55 euros) por hora.

O executivo conservador do primeiro-ministro David Cameron, que governa coligado com os liberais-democratas, tomou a decisão com base numa recomendação feita em fevereiro pela comissão parlamentar para os salários baixos.

As sondagens para as eleições legislativas de 07 de maio apontam para um empate entre os conservadores e os trabalhistas de Ed Miliband, que tem centrado a campanha nas críticas à austeridade orçamental e à baixa do poder de compra.