Carlos Tavares termina esta terça-feira o mandato como presidente da Comissão de Mercado e Valores Mobiliários.

O responsável vai ser substituído por uma mulher após a eleição de um novo governo, em outubro. Carlos tavares esteve dez anos à frente do regulador do mercado de capitais.

Esta nomeação para a presidência decorre da alteração da lei-quadro das entidades reguladoras, que estabelece que na presidência do conselho de administração deve ser garantida a alternância de género.

Também os restantes três vogais devem assegurar a representação mínima de 33% de cada género.

Apesar de terminar o mandato, Carlos Tavares vai manter-se em funções até ser nomeado um novo conselho de administração.