Portugal subiu cinco posições no índice de Liberdade Económica de 2015, tornando-se a 64.ª economia mais livre de um total de 178 países, graças à flexibilização de regras no mercado laboral e para a criação de negócios.

Segundo este índice, que é elaborado anualmente pela The Heritage Founfation e o The Wall Street Journal, a pontuação de Portugal subiu 1,8 pontos face ao ano anterior para um total de 65,3 pontos este ano, acima da média mundial, que é de 60,4 pontos.

Em 2014, Portugal ocupava a 69.ª posição no índice de Liberdade Económica.

Este acréscimo da pontuação resultou de subidas em sete dos 10 indicadores utilizados para o cálculo do índice.
O índice de Liberdade Económica, que coloca nas primeiras posições Hong Kong, Singapura e Nova Zelândia, também coloca Portugal na 30.ª posição no conjunto de 43 países da Europa.

O indicador analisa a evolução de 178 economias nacionais que classifica em função de dez variáveis englobadas em quatro grupos: Estado de Direito, dimensão do Governo, eficiência ao nível da regulação e criação de novos negócios.