O ano passado foi um ano de recordes para os portos portugueses. Mensalmente fomos dando conta disso mesmo e, agora, o balanço de 2017 comprova-o. O número de passageiros de cruzeiros que entraram nos portos portugueses em 2017 aumentou 5% face ao ano anterior, para 1,3 milhões, e as escalas subiram 10 pontos percentuais, fizando o novo recorde de 947.

De acordo com os dados do Porto de Lisboa, as administrações portuárias preveem que seja alcançado um novo recorde em 2018.

Os portos de Leixões, Lisboa, Setúbal, Portimão, Açores e Madeira estão presentes na Seatrade Cruise Global, o maior evento mundial de cruzeiros que está a decorrer até quinta-feira nos EUA, unificados sob a marca Cruise Portugal – APP, Portos de Portugal.

Os resultados de 2017 demonstram, segundo o documento, que Lisboa lidera este ano como o porto com mais escalas, registando um movimento de 330 navios de cruzeiro. A Madeira (Funchal e Porto Santo), por sua vez, é líder no número de passageiros.

Os Açores registaram um aumento “significativo” ao nível das escalas (26%), passando de 121 para 152, com o número de passageiros a crescer de 125.904 em 2016 para 135.783 em 2017.

O porto de Leixões registou 100 escalas, contra as 84 em 2016, chegando aos 95.562 passageiros (mais 33% face ao ano homólogo).

Portimão, por seu turno, passou de 43 para 71 escalas e de 19.520 para 29.859 passageiros, registando assim as maiores subidas (65% e 53% respetivamente) entre os portos nacionais.

O porto de Viana do Castelo voltou a receber a escala de um navio de cruzeiro em 2017. Já o porto do Porto Santo teve, no total, a escala de quatro navios.

Todas as autoridades portuárias apresentam nos seus números de 2017 um aumento positivo nos passageiros embarcados e desembarcados, sendo de destacar também que é Lisboa que se destaca no mercado do ‘interporting’ e do ‘turnaround’, neste último com uma subida das 73 escalas de navios registadas em 2016, para as 82 em 2017”.