A REN - Redes Energéticas Nacionais investiu nove milhões de euros na melhoria da subestação de Fernão Ferro (Seixal), tornando-a numa alternativa à subestação de Palmela, de que dependiam todos os consumos da Península de Setúbal, foi hoje anunciado.

«É um investimento de grande importância para a melhoria da garantia de abastecimento aos consumos da Península de Setúbal a longo prazo, os quais dependiam exclusivamente da subestação de Palmela, como, por exemplo, a Quinta do Anjo (onde está ligada a Autoeuropa) e o Fogueteiro (onde está ligada a alimentação ao comboio que atravessa a ponte 25 de Abril)», explica, em comunicado, o diretor de investimento da REN, Albino Marques.

Na nota, a REN salienta que a remodelação da subestação, iniciada em junho de 2010 e que envolveu uma reformulação completa dos níveis de 150 kilovolt (kV) e 60 kV, permitiu a introdução de um novo nível de tensão (400kV) sem aumento da área ocupada pela instalação.

A REN salienta ainda que o investimento realizado na subestação de Fernão Ferro «aumenta significativamente a garantia de abastecimento aos consumos de energia elétrica em toda a Península de Setúbal».