O comissário europeu para os Assuntos Económicos, Pierre Moscovici, disse que o Colégio de Comissários discutiu o tema, porque tinha que discuti-lo hoje, mas que a decisão não aconteceu.

"Adotaremos medidas muito em breve e explicaremos os detalhes quando as decisões forem tomadas. E não será hoje", assegurou Moscovici ao referir-se às sanções que, eventualmente, poderão ser aplicadas a Portugal e Espanha.

"Atuamos, estamos a atuar e vamos atuar de acordo com as regras", garantiu o comissário, não deixando de reforçar que as "regras tem que ser aplicadas de forma inteligente".

Fica assim gorada, para já, qualquer decisão sobre Portugal e Espanha no âmbito do procedimento por défices excessivos. Ao que a TVI apurou a decisão pode chegar ainda esta semana na quinta-feira. O aval final terá de vir do conselho dos ministros da Economia e Finanças (Ecofin) e poderá ser no que está marcado para o próximo dia 12 de julho.

A suspensão dos fundos europeus pode ser umas das penalizações em cima da mesa.