O Presidente dos Estados Unidos, Barack Obama, e o primeiro-ministro italiano, Matteo Renzi, conversaram, esta quarta-feira, ao telefone sobre a crise da Grécia, concordando com a necessidade de “reformas” no país helénico.

De acordo com a Lusa, em comunicado, a Casa Branca informa que tanto Obama como Renzi assinalaram a “importância” de que todas as partes envolvidas trabalhem para colocar a Grécia de novo “na senda de reformas e financiamento que conduza ao crescimento e também à sustentabilidade da dívida no seio da zona euro”.

Os dois líderes indicaram que as suas equipas mantêm “estreito contacto” e monitorizam os desenvolvimentos na Grécia e nos mercados financeiros.

Os ministros das Finanças da zona euro (Eurogrupo) decidiram, esta quarta-feira, “congelar” as negociações sobre a Grécia até aos resultados do referendo previsto para domingo.