logotipo tvi24

Aumento dos descontos para a ADSE em vigor já em julho

Medida deixa de fora as pensões até 485 euros

Por: tvi24    |   2013-05-28 13:14

O Governo pretende aumentar já em julho os descontos dos aposentados do Estado para o subsistema de saúde (ADSE), deixando de fora pensões até 485 euros, disse esta terça-feira aos jornalistas a coordenadora da Frente Comum, Ana Avoila.

De acordo com a sindicalista, esta medida entrará em vigor «por decreto-lei» e por isso, de acordo com as intenções do Executivo, já em julho.

«O Governo confirmou que no dia 1 de julho já queria toda a gente a descontar mais 0,75 para a ADSE e por isso isto vem traduzir a vontade do Governo em reduzir ainda mais os vencimentos», disse Ana Avoila.

A coordenadora da Frente Comum falava aos jornalistas no final de mais uma curta reunião com o secretário de Estado da Administração Pública, Hélder Rosalino, com esta estrutura.

À semelhança dos trabalhadores do Estado no ativo, o Governo pretende aumentar os descontos para a ADSE dos pensionistas de 1,5% para 2,25% já este ano e para 2,5% a partir de 1 de janeiro de 2014.

TEXTOFunção Pública: Governo reduz regime de mobilidade para um ano

Partilhar
EM BAIXO: Ana Avoila [LUSA]
Ana Avoila [LUSA]

Linha de financiamento está «disponível» para o BES
Governo lembra que ainda não foi usada mais de metade da linha de financiamento, de 12 mil milhões de euros, criada para «quaisquer necessidades que o sistema bancário nacional tenha em termos de recapitalização»
Municípios não têm dinheiro para as rescisões
ANMP defende que «deve ser atribuída uma verba aos municípios em que existam trabalhadores interessados na rescisão»
Número de insolvências em Portugal diminuiu 17,1%
Encerramentos e nascimentos de empresas também diminuíram
EM MANCHETE
Ricardo Salgado detido e constituído arguido
Ministério Público confirmou a detenção e envolvimento na operação Monte Branco. Em risco, a destruição de documentos. Ex-presidente do BES estaria a efetuar chamadas encriptadas
«Há mais informação relevante sobre o BES que não foi tornada pública»
Governo recusa comentar detenção de Ricardo Salgado