Bruno de Carvalho voltou a publicar um texto no Facebook e desta feita anunciou a saída da rede social.

"Não cedo um milímetro no meu amor a este Clube, à sua defesa, mas para mim terminou de vez esta guerra surda de vos querer manter informados pelo meu único canal de informação próprio, o meu Facebook. (...) Que este meu afastamento do Facebook seja a vossa felicidade! E eu que sempre julguei que seria o sermos campeões em tudo. Ingénuo!", escreve o presidente do Sporting.

O líder dos leões começa por atacar Jaime Marta Soares, presidente da Assembleia-Geral que em entrevista à TSF disse que ia marcar reunião para decidir o futuro do presidente: "Ontem, o Jaime Soares dava-me palmadinhas nas costas, e desejava-me as melhoras e que hoje fosse um dia muito bom para mim e para a "Joaninha". De repente, o poder caiu na rua e já veio atraiçoar quem sempre o defendeu. E colocou em perigo coisas importantíssimas da SAD. Os males do mundo, para os Sportinguistas, são os meus facebooks..."

Depois, o presidente relembra todos os casos que denunciou através do Facebook, para tentar explicar a importância do mesmo, e volta a criticar os jogadores: "Agora, [os jogadores] quando quiserem sair é fácil, fazem um Instagram e recebem uma ovação de pé."

Vamos, aos poucos, ser novamente um Clube submisso, calado, sem expressão e sem voz. Porque vamos perder a voz! A voz incómoda. A voz que se opõe, com frontalidade, contra tudo e contra todos. Que nunca terá o amor dos jogadores, pois como disse Adrien, "defendo o Sporting CP sempre". Vamos novamente perder todo o respeito que, aos poucos, estávamos a ganhar em alguma comunicação social e em muitos Stackholders. Isso vai morrer. Os jogadores e treinadores hoje estão aqui e amanhã ali. Não podem nunca, com a conivência de adeptos, "ganharem" ao seu Presidente. Agora, quando quiserem sair é fácil, fazem um Instagram e recebem uma ovação de pé."

Após isto, Bruno de Carvalho anuncia a saída do Facebook e deixa mensagem para o jogo de quinta-feira: "Quinta-Feira lá nos veremos, com assobios mas sem insultos. Eu quero é que o Sporting CP ganhe o resto... O resto é isso mesmo, efémero..."

Entretanto, o presidente do Sporting apagou a página do Facebook.