O Sport Lisboa e Benfica, em comunicado publicado na sua página na internet, afirma que "desconhece totalmente a existência" de um processo de investigação levado a cabo pela Polícia Judiciária, sobre alegado aliciamento de jogadores do Rio Ave, na época 2015/16, de forma a facilitarem a vitória do clube de Lisboa.

Face à notícia, veiculada por alguma imprensa neste sábado, o Benfica, embora assegure desconhecer a investigação, adianta-se negando "qualquer envolvimento do clube nesta situação e garante que todos os responsáveis pela promoção e divulgação desta calúnia serão responsabilizados criminalmente".

Basta uma investigação mais cuidada para se provar a falsidade desta denúncia tendo em conta que, dos quatro jogadores invocados, um encontrava-se em Espanha, outro não foi convocado (estava castigado por acumulação de cartões amarelos) e os outros dois foram curiosamente apontados pela generalidade da crítica como dos melhores em campo por parte do Rio Ave", frisa o comunicado do Benfica.

De acordo com o Correio da Manhã, jogadores do Rio Ave terão sido aliciados para facilitarem a vitória benfiquista em Vila do Conde, num jogo que era crucial para a conquista do título de campeão. Foi em 24 de abril de 2016, a contar para a 31.ª jornada e que o Benfica venceu por 1-0, com um golo do mexicano Raúl Jimenez, aos 73 minutos.

Segundo a TVI apurou, haverá ainda mais dois jogos do Benfica que estão a ser alvo de investigação.

Desejando que "as autoridades e a justiça desenvolvam o seu trabalho para o rápido e cabal esclarecimento de mais esta manipulação", o clube considera que a notícia "insere-se numa vasta campanha que foi montada de forma a levantar suspeitas, denegrir a imagem do Sport Lisboa e Benfica e o mérito das suas vitórias desportivas, de uma forma até um pouco tosca".

Podem estar certos que, uma a uma, todas estas situações terão uma forte resposta por parte do Sport Lisboa e Benfica, que irá até às últimas consequências para desmontar toda esta campanha de cabalas e responsabilizar os seus autores", coinclui o comunicado.

Liga confia nos clubes

Em reação, a Liga Portuguesa de Futebol Profissional (LPFP) assumiu “total confiança” nos clubes mediante as suspeitas de manipulação de resultados, nomeadamente do encontro entre Rio Ave e Benfica, da I Liga de 2015/16.

Este e qualquer processo judicial está em segredo de justiça, o que leva a LPFP a ter que aguardar pelo desenrolar e conclusão do mesmo. Por este motivo, e como é óbvio, a LPFP não se intromete e aguarda que tanto os órgãos de polícia criminal como os da disciplina desportiva atuem e decidam, colocando-se à disposição para eventuais esclarecimentos ou ajudas que os mesmos entendam ser necessários”, lê-se num comunicado emitido pelo organismo.

Por último, e como relatado no comunicado de imprensa do passado dia 27, a LPFP reitera total confiança nas instituições e nas sociedades desportivas, nomeadamente no Rio Ave FC e neste caso também no SL Benfica, sempre consciente de que a integridade é um dos valores fundamentais para as competições profissionais. E da qual não abdicará”, remata o organismo.