Os gastos dos consumidores aumentaram em Janeiro nos EUA, pela primeira vez em sete meses, e acima de todas as expectativas.

Os norte-americanos aproveitaram os saldos pós-natalícios para voltarem às compras. O aumento foi de 0,6% e segue-se a uma queda de 1% em Dezembro, segundo os dados do Departamento do Comércio.

Uma tendência que não deverá, no entanto, manter-se, já que os EUA registam a maior queda de emprego desde a segunda Guerra Mundial e uma forte descida dos níveis de confiança.

No mesmo dia foi também divulgado o índice de actividade manufactureira norte-americana, que subiu em Fevereiro para os 35,8 pontos, face aos 35,6 apresentados em Janeiro.

Soube-se ainda esta segunda-feira que os gastos em construção nos EUA registaram uma queda de 3,3% em Janeiro.