O novo filme da Disney, Moana, com estreia prevista para dezembro, está a ser alvo de duras críticas nas redes sociais por causa da personagem Maui, um herói mitológico da Polinésia caracterizado como obeso.

A companhia norte-americana está a ser condenada por utilizar o que os críticos consideram ser um estereótipo errado dos polinésios como base para a criação de Maui, o que motivou uma deputada da Nova Zelândia, Jenny Salesa, a escrever no Facebook que a personagem é “metade porco, metade hipopótamo”.  

Para Jenny Salesa, a iniciativa da Disney “não é aceitável”, porque os homens e mulheres da Polinésia “dos últimos 100-200 anos” não são obesos e que este é um “estereótipo negativo”, que não retrata da melhor forma as pessoas da região. 

Quem também não poupou críticas à Disney foi o jogador de râguebi Eliota Fuimanono Sapolu, natural das ilhas Samoa, que escreveu no Facebook: Maui "pescou as ilhas, fritou-as e comeu-as".

O jogador estabelece a comparação entre o ator da Polinésia que representa o deus branco no filme Hércules e a personagem desenhada pela Disney para o novo filme de animação. 

Mas nem todos estão contra a representação de Maui: Isoa Kavakimotu, da Nova Zelândia, escreveu no Facebook que a importância da personagem está no poder e não na aparência, o que o levou a fazer um vídeo onde explica que nem toda gente deve ter o físico musculado do ator que dá voz à personagem, Dwayne Johnson.

Também um artista da Samoa, Michael Mulipola, elaborou um desenho para mostrar que Maui condensa as características de uma personagem poderosa e ao mesmo tempo divertida. O artista aponta ainda que o design da personagem é maior na parte superior do corpo do que na inferior para ter um aspeto mais cómico e engraçado.

De acordo com a Organização Mundial de Saúde nove das dez nações onde o índice de obesidade é superior no mundo é nas ilhas do Pacífico, onde se localiza a Polinésia.

Apesar da controvérsia que está gerada nas redes sociais, o primeiro trailer do filme foi lançado este mês e a estreia está prevista para o final do ano.