A atriz portuguesa Kika Magalhães é a protagonista de "The eyes of my mother", um dos filmes em competição no festival de cinema de Sundance, nos Estados Unidos, que acontece de 21 a 31 de janeiro.

"Há quatro anos, quando me mudei para os Estados Unidos para tentar uma carreira de representação, pensava que se conseguisse duas linhas em peças baratas, teria muita sorte. Por isso, ter um filme como 'The Eyes Of My Mother', em que sou protagonista, a competir no Sundance", festival conceituado por mobilizar a principal produção independente, "está muito além dos meus sonhos", disse a atriz.

Nick Pesce é o realizador e argumentista do filme, em que Kika desempenha o "papel fascinante", de uma mulher que cresce sozinha depois de a sua família desaparecer de forma trágica.

"É uma mulher jovem e solitária que é consumida pelos seus mais profundos e negros desejos, depois de a tragédia atingir a sua calma vida no campo", descreve a organização.

O filme está em competição na categoria "Next", que, segundo o festival, premeia "puros e arrojados trabalhos que se distinguem por uma abordagem inovadora na forma de contar histórias."

"Borderline [a produtora do filme] ganhou a categoria Next no ano passado com 'James White'. Com uma premissa intrigante e a promessa de cinematografia arrojada a preto e branco, 'The Eyes of My Mother' pode muito bem seguir o seu exemplo", escreveu a publicação especializada Indie Wire.

Recentemente, Kika Magalhães participou em outros dois filmes que aguardam estreia: a ficção científica, "City of Gold", produzido por Gus Van Sant, que também protagoniza; e outro filme independente, "Tapestry", no qual desempenha o papel de mulher de Stephen Baldwin.

"The Eyes of My Mother" compete com nove outros filmes de jovens realizadores.

"Nova tecnologia digital e uma criatividade sem compromissos, promete que os filmes nesta categoria vão moldar uma grande nova vaga do cinema americano", escreve a organização.

Segundo a Indie Wire, o filme tem "o tipo de premissa peculiar, e um elenco de desconhecidos, que promete transformá-lo numa genuína descoberta do Sundance."

Apesar de, na lista dos nomeados, se encontrarem nomes consagrados como Octavia Spencer, Nick Jonas, Elisabeth Moss, Ellen Page, Allison Janney, Wyatt Cenac ou Gabrielle Union, o festival de Sundance é dedicado ao cinema independente de novos autores.

Nas suas diversas categorias, estão a concurso filmes de 37 países e 48 realizadores estreantes.

"Numa época de êxitos de bilheteira com grandes orçamentos e conteúdos 'online' gratuitos, profissionais de cinema independentes continuam a ser extremamente criativos, artísticos e inventivos", declarou a diretora executiva do Instituto Sundance, Keri Putnam.