O autor dos livros que deram origem à série televisiva Game of Thrones (Guerra dos Tronos em português) confirmou, durante uma festa após a cerimónia dos Emmy’s, que o mundo de Westeros vai dar o salto para o grande ecrã, porém sem o seu envolvimento.

Segundo o Daily Star on Sunday, que cita George R. R. Martin, um filme está de facto nos planos dos criadores da série e do canal HBO para quando a série saia do ar. Porém, Martin ficará afastado da produção, para se concentrar nos dois últimos livros da saga.

“Haverá um filme, mas não vou estar envolvido. Tenho demasiadas coisas para fazer. Isso é algo que a HBO, D.B. Weiss e David Beioff estão a tratar. Tenho mais dois livros para terminar e ainda há muito por fazer.”


“Tenho muita pressão. Sou um escritor lento e os fãs ficam chateados por demorar tanto”, acrescentou Martin.

Uma outra fonte, que não quis ser identificada, também confirmou o filme, e abriu a possibilidade de se tratar de uma prequela, o que permitiria o regresso de personagens que já morreram na série, como Ned Stark, Catelyn Stark, ou Obery Martell.
 
“No universo da Guerra dos Tronos há tantas [histórias] boas que não há limites para a altura em que se pode desenrolar. Eles estão a examinar vários períodos da série que podem servir como histórias isoladas. Isso significa que alguns personagens que já morreram podem ser ressuscitados.”

“O George tem outros personagens nos livros (…) e alguns deles podem ser usados para uma história separada. Ele criou um universo tão grande, ao longo de 8.000 anos de história, as possibilidades são infinitas”.