O ator britânico Douglas Wilmer, famoso por interpretar o detetive Sherlock Holmes na série televisiva da BBC nos anos 1960, morreu num hospital inglês aos 96 anos, anunciou a Sociedade de Sherlock Holmes de Londres.

Wilmer morreu na sequência de uma pneumonia, na quinta-feira, no hospital da cidade de Ipswich, disse o porta-voz daquela sociedade literária londrina, Roger Johnson.

“Era um grande ator e um cavalheiro, teve uma longa e distinta carreira”, declarou o porta-voz.

Com o seu típico boné de caçador e o cachimbo, Wilmer tornou-se muito popular com a personagem criada por sir Arthur Conan Doyle numa série que teve êxito na cadeia britânica BBC, na qual se estreou em 1964, com Nigel Stock no papel do seu companheiro Watson.

Nos anos 1970, continuou a carreira televisiva com papéis secundários, como o professor Van Dusen, em “Os Rivais de Sherlock Holmes” e “As Aventuras do irmão mais sagaz de Sherlock Holmes”.

Também participou como ator em vários filmes, entre eles “Octopussy”, com Roger Moore como James Bond.

Moore escreveu no Twitter que era “um grande ator” e que foi “um prazer” trabalhar com Wilmer em “Octopussy” e na série televisiva “O Santo”.

Em 2012, no final da carreira, Wilmer teve uma participação na última série dedicada ao detetive, “Sherlock”, protagonizada por Benedict Cumberbatch.