O festival de curtas-metragens portuguesas que anualmente se realiza em simultâneo em Nova Iorque e Lisboa passa este mês por Macau, onde serão exibidos dez filmes em duas sessões, na sexta-feira e no sábado.

Trata-se da sexta edição do NY Portuguese Short Film Festival, organizada pelo Arte Institute, e que decorreu em Lisboa e Nova Iorque em junho.

À semelhança do que aconteceu no ano passado, o festival seguiu depois para várias edições à volta do mundo, incluindo, desta vez, Macau, anunciou a Fundação Oriente esta segunda-feira.

Em 2015, esteve presente em 29 cidades e 15 países.

O festival tem sido uma grande montra para o cinema contemporâneo português e tem aberto portas aos novos realizadores nacionais em termos de promoção e divulgação das suas curtas-metragens, até mesmo para participarem noutros festivais internacionais", disse à Lusa, em junho, a presidente do Arte Institute, Ana Ventura Miranda.

Este ano, o festival mostra dez curtas-metragens portuguesas, que em Macau serão exibidas na Fundação Oriente.

As obras foram selecionadas por um júri com figuras do meio cinematográfico português, brasileiro e norte-americano, incluindo Zita Carvalhosa, do Festival de Curtas de São Paulo; Jared Earley, curador de cinema, e Victor Pinheiro, do Instituto do Cinema e do Audiovisual (ICA).

O festival inclui "Pronto, era assim", de Patrícia Rodrigues e Joana Nogueira Deus, "Deus providenciará", de Luís Porto, "Eu tenho um rio", de Ricardo Teixeira, "Lei da gravidade", de Tiago Rosa-Rosso, e "Feral", de Daniel Sousa. Estes serão os filmes exibidos na sexta-feira em Macau.

No sábado, poderão ser vistos "Isa", de Patrícia Vidal Delgado, "O Assalto", de João Tempera, "Prefiro não dizer", de Pedro Augusto Almeida, "#Lingo", de Vicente Niro, e "Os Cravos e a Rocha", de Luísa Sequeira.

O NY Portuguese Short Film Festival aconteceu pela primeira vez em junho de 2011 e foi o primeiro festival de curtas-metragens portuguesas nos Estados Unidos.

O Arte Institute é uma organização sediada em Nova Iorque, que divulga a cultura contemporânea portuguesa.