O Lisbon & Sintra Film Festival vai manter a exibição do filme "I Love You Daddy", de Louis C.K., mesmo depois de confirmadas as acusações de má-conduta sexual por parte do humorista norte-americano.

De acordo com a organização, o filme será exibido em antestreia nos dias 23 e 24 de novembro, em Lisboa e a estreia nacional foi antecipada para o dia 30 deste mês, quando estava inicialmente prevista para 21 de dezembro.

A Medeia Filmes decidiu manter a estreia do filme, embora a produtora e distribuidora norte-americana The Orchard tenha anunciado na sexta-feira que cancelaria a distribuição de "I Love You Daddy" nos Estados Unidos, depois de o jornal New York Times ter noticiado atos de má-conduta sexual por parte do comediante e realizador.

A Lusa tentou, sem sucesso, obter mais informações num pedido de esclarecimento enviado à The Orchard.

O comediante norte-americano Louis C.K. foi acusado de má-conduta sexual para com várias mulheres, como, por exemplo, por se ter masturbado à frente delas, de acordo com o The New York Times.

Conhecidas as alegações, Louis C.K. divulgou um depoimento em que admitiu a verdade das acusações e anunciou o seu afastamento. "Estas histórias são verdadeiras", disse, citado pelo The New York Times e pela BBC.

Louis C.K. lamentou a situação, os danos causados ao canal FX, que acolhe os seus programas de comédia, à distribuidora The Orchard e a todos aqueles "que apostaram" na sua carreira ao longo dos anos.

"I Love You Daddy", que teve estreia mundial em setembro no festival de cinema de Toronto, centra-se na história de num septuagenário que seduz uma adolescente. A crítica, na altura, associou o enredo à vida de Woody Allen.

A Netflix anunciou igualmente ter desistido da produção de um novo programa de comédia com o ator.