O documentário de Billy Woodberry, sobre o poeta norte-americano Bob Kaufman, produzido pela portuguesa Rosa Filmes, é estreado hoje, em Nova Iorque, no Doc Fortnight, festival de cinema documental do Museum of Modern Art (MoMA).

Estreado em outubro de 2015, na Viennale e no DocLisboa, onde foi distinguido com o Prémio para Melhor Documentário de Investigação, "And when I die I won't stay dead" aborda a vida e a obra de Bob Kaufman, poeta norte-americano nascido em 1925, uma das principais e "mais esquecidas" vozes da 'beat generation', de acordo com a apresentação do museu nova-iorquino.

O MoMA descreve esta longa-metragem "E, quando eu morrer, não quero ficar morto" (em tradução literal), como um "poderoso trabalho biográfico", que não evita "os períodos mais negros da vida do poeta", detentor "de um indescritível talento", em luta contra a dependência da droga e o isolamento.

O realizador, Billy Woodberry, um dos cineastas da chamada escola inconformista de Los Angeles, "LA Rebelion", foi distinguido no festival de Berlim pelo filme "Bless their little hearts", que aborda o desemprego e o impacto da perda de trabalho na vida das famílias e das comunidades, classificado pela Biblioteca do Congresso dos Estados Unidos, para memória futura.

O Doc Fortnight, festival de cinema documental do MoMA, decorre até ao próximo dia 29.