Anton Yelchin, o ator que dava vida a Chevok na saga Star Trek, morreu este domingo, num trágico acidente de carro, anunciou a sua agente, Jennifer Allen.

Anton morreu, na madrugada de domingo, depois de ter sido colhido pelo próprio carro e projetado contra a parede de sua casa em San Fernando Valley, em Los Angeles. O corpo do ator foi encontrado por amigos horas mais tarde. O carro, que ainda estava a funcionar e em ponto morto, encontrava-se numa zona inclinada e acabou por atropelar Anton. A polícia não suspeita de crime e tudo ter-se-á tratado de um acidente.

Anton Yelchin esteve em Portugal em 2015, para a rodagem de “Porto, Mon Amour”, do realizador brasileiro Gabe Klinger, filme que se encontra concluído, mas ainda sem data de estreia.

É uma notícia muito triste”, indicou Jennifer Allen à imprensa. Yelchin "morreu num acidente rodoviário esta manhã”, acrescentou.

Natural da cidade russa de São Petersburgo, Anton Yelchin chegou aos Estados Unidos aos seis meses, com os pais, conhecidos patinadores de dança sobre gelo de Leninegrado.

O ator iniciou a sua carreira aos nove anos e participou em diversas séries televisivas, durante a década de 1990, como "ER - Serviço de urgência" e "A juíza".

Participou em mais de três dezenas de filmes e tornou-se conhecido ao interpretar Pavel Chekov em “Star Trek” (2009) e “Além da Escuridão: Star Trek" (2013), papel que retomou em "Star Trek: Além do Universo" (2016), filme que se encontra em fase de pós-produção e que tem estreia prevista para 25 de agosto, em Portugal.

Surgiu ainda em "Alpha Dog" (2006), "Terminator Renaissance" (2009), "Vingança ao Anoitecer" e "Como Enterrar a Ex" (2014), assim como em "Cavalos Destroçados" (2015)

Em fevereiro de 2015, quando esteve no Porto, Anton Yelchin destacou a “profunda presença do tempo e da sua mudança”, na cidade, confessando o seu amor pela comida portuguesa.

"Porto, mon amour" contou com o apoio da Câmara do Porto, produção executiva de Jim Jarmush e coprodução por Rodrigo Areias.