Portugal foi o país escolhido para receber o evento italiano “La Pellicola d’Oro”, que distingue figuras do cinema nos bastidores e irá atribuir prémios a italianos e portugueses entre 13 e 15 de julho, em Lisboa.

De acordo com a Academia Portuguesa de Cinema, entre os portugueses premiados estão Cândida Vieira (direção de produção), Maria Gonzaga (direção de guarda-roupa), João Perry (ator e encenador), Joaquim Amaral (direção de som) e José Tiago (direção de fotografia).

O objetivo do prémio “La Pellicola d’Oro” - que é apresentado pela primeira vez fora de Itália - é homenagear as figuras por detrás das câmaras que raramente são reconhecidas do grande público.

Esta edição decorrerá em Lisboa, num evento com encontros entre produtores e outros profissionais de cinema dos dois países, projeções de filmes e a cerimónia de entrega de prémios.

No primeiro dia, a 13 de julho, decorre um encontro entre produtores portugueses e italianos que tem por objetivo fomentar o ´networking´ dos profissionais de cinema e de televisão, de forma a potenciar parcerias futuras, segundo a Academia Portuguesa de Cinema.

O segundo momento do evento, nos dias 14 e 15 de julho, terá projeção de filmes italianos nomeados e premiados, um documentário com a biografia de Pier Paolo Pasolini e ainda o filme português “Amor Impossível”, vencedor de vários Prémios Sophia 2016, entre os quais o de melhor filme.

O terceiro e último momento do evento, no dia 15 de julho, é um jantar de gala de entrega de prémios a profissionais portugueses e italianos, no Hotel Pestana Palace, em Lisboa.

O Prémio “La Pellicola d’Oro” Lisboa é organizado pela A.C.SAS Cinema e a Aniri – Produções Espetáculos - Lda., contando também com a colaboração da Academia de Cinema Italiana, o Prémio David di Donatello, o MiBACT - Ministério da Cultura de Itália, a Academia de Portuguesa de Cinema e o Ministério da Cultura de Portugal.

As projeções de filmes vão decorrer no Cinema Alvaláxia, em Lisboa, com entrada livre.