A Secretaria de Estado da Cultura (SEC) nomeou José Manuel Costa para diretor da Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema, e Rui Manuel Cartaxo Machado para subdiretor, escreve a agência Lusa.

De acordo com a nota do gabinete do secretário de Estado da Cultura, Jorge Barreto Xavier, a escolha foi feita depois de ter concluído as entrevistas pessoais aos candidatos finalistas apurados pela Comissão de Recrutamento e Seleção para a Administração Pública (CReSAP).

A Cinemateca Portuguesa - Museu do Cinema passa a ser dirigida por duas pessoas que já estavam ligadas à entidade, José Manuel Costa como anterior subdiretor, e Rui Manuel Cartaxo Machado como responsável pelo Arquivo Nacional das Imagens em Movimento (ANIM).

Anterior subdiretor da Cinemateca Portuguesa, José Manuel Costa tinha sido nomeado diretor pela SEC, em regime de substituição, a 27 de janeiro deste ano, substituindo Maria João Seixas.

Maria João Seixas, que decidiu não se recandidatar ao cargo que ocupava desde 2010, deixou a direção da Cinemateca a 30 de dezembro do ano passado, por motivos de reforma.

Para este cargo tinham sido selecionados pela CReSAP três finalistas: José Manuel Costa, Maria Adelaide Torradinhas Rocha, que integrou a administração do Centro Cultural de Belém, e Maria Manuela dos Santos Correia, que passou pela direção do Instituto do Cinema e do Audiovisual.

José Manuel Costa, 60 anos, é licenciado em Engenharia Eletrotécnica pelo Instituto Superior Técnico, e foi responsável pelo projeto e instalação do Arquivo Nacional das Imagens em Movimento (ANIM).

Desde 1976 que exerce funções na Cinemateca, onde foi subdiretor em dois momentos diferentes (1995-1997 e 2010-2014).

Anteriormente tinha desempenhado os cargos de Chefe de Divisão do Serviço de Programação e Divulgação (1985-1989) e Chefe de Divisão do Arquivo Fílmico (1989- 1995).

Foi Presidente do Comité Executivo do Projeto LUMIÈRE, integrado no Programa MEDIA da União Europeia (1991-1996) e do Comité Executivo da Associação das Cinematecas Europeias (1991-1998), organizou, em 2000, os «Estados Gerais do Património Cinematográfico Europeu», e fundou e dirigiu a APORDOC, Associação pelo Documentário.

Quanto ao subdiretor da Cinemateca Portuguesa agora nomeado pela SEC, Rui Manuel Cartaxo Machado, é licenciado em Economia pela Faculdade de Economia da Universidade Nova de Lisboa.

Era, desde 2006, Chefe de Departamento do Arquivo Nacional das Imagens em Movimento (ANIM), tendo entrado na Cinemateca Portuguesa em 1990, onde começou por desempenhar funções de técnico de conservação e preservação fílmica.

Entre 2000 e 2006 passou a coordenar toda a área técnica do Departamento ANIM, fez parte da equipa de formação da FIAF Summer School (Fédération Internationale des Archives du Film) organizada, em 2006, durante o Festival de Cinema «Il Cinema Ritrovato», em Bolonha.

Em 2011 frequentou o programa de formação em Gestão Pública, realizado no INA - Direção-Geral da Qualificação dos Trabalhadores em Funções Públicas.

O júri da CReSAP tinha proposto também três nomes para o cargo de subdiretor da Cinemateca: Rui Manuel Cartaxo Machado, Nuno Humberto Pólvora Santos, membro do Organismo de Produção Artística (Opart), e Teresa Alexandra Vieira Campos Barreto Borges, também técnica da Cinemateca Portuguesa.