A mulher e os filhos de Robin Williams, que morreu em agosto do ano passado, encetaram uma batalha legal pela herança do ator.

Nada é deixado de fora desta disputa, desde o fato do casamento às fotografias, dos bens ao dinheiro.

Na segunda-feira, os advogados de ambas as partes estiveram reunidos com um juiz de São Francisco que lhes propôs procurarem um acordo antes de nova audiência.

Susan Williams, a viúva, quer que os bens que ela partilhava com o ator fiquem de fora dessa contabilidade e acusa os enteados de levarem coisas da casa sem a sua autorização. A mulher alega ainda que tem direito a um fundo para pagar a manutenção da casa.

Os filhos de Robin Williams acusam, por sua vez, a madrasta de «injuriá-los» e querer alterar o testamento para ficar com bens que lhes pertencem, refere a AP.

Robin Williams, ator versátil, vencedor de um Óscar e nomeado para o mais alto galardão do cinema outras três vezes, morreu a 11 de agosto de 2014, aos 63 anos. Recordado pela gargalhada e pelas comédias, terminou a vida num drama. A depressão e a doença de Parkinson conduziram-no ao suicídio.