As curtas-metragens «Alda», «3 Semanas de Dezembro» e «Kali, o Pequeno Vampiro» venceram a primeira edição do Prémio Nacional de Animação, atribuído no sábado em Montemor-o-Novo, no final da Festa Mundial da Animação.

Numa cerimónia que decorreu no Cine-Teatro Curvo Semedo, a organização atribuiu o prémio de Melhor Filme de Escolas a «3 Semanas de Dezembro», de Laura Gonçalves (Arts University Bournemouth), feito a partir de um caderno gráfico que regista memórias pessoais relacionadas com a família e Belmonte.

«Kali, o Pequeno Vampiro», filme de Regina Pessoa que encerra uma trilogia sobre a infância e que tem feito um percurso internacional com vários prémios, foi considerado o Melhor Filme na categoria de Profissionais.



O Prémio do Público, reunindo as opiniões dos espectadores que assistiram às várias sessões de cinema dos filmes nomeados, foi entregue a «Alda», de Ana Cardoso, Filipe Fonseca, Liliana Sobreiro e Luís Catalo, da Universidade Lusófona, um filme sobre a relação do espaço rural com os seus habitantes.



Regina Pessoa receberá 3000 euros, e Laura Gonçalves receberá mil euros em ajudas de custo para a divulgação do filme em festivais internacionais. O prémio do público garante aos premiados 750 euros.

Na primeira edição do prémio, a organização recebeu 68 filmes, tendo selecionado seis para cada categoria.

Em declarações à agência Lusa e à rádio Antena 1, José Miguel Ribeiro, presidente da Casa da Animação - organizadora da Festa Mundial de Animação - elogiou sobretudo o envolvimento dos estudantes nas oficinas de cinema que se espalharam por vários espaços da cidade.

A entrega dos prémios fechou três dias de programação intensa em Montemor-o-Novo em torno do cinema de animação, reunindo mais de uma centena de estudantes e população local, com atividades como projeções de cinema e oficinas de práticas ligadas à animação, orientadas por realizadores como Regina Pessoa, Pedro Serrazina, Abi Feijó e Fernando Saraiva.

A Festa Mundial de Animação, que aconteceu pela primeira vez em 1992, ganhou este ano um caráter itinerante, passando a realizar-se anualmente numa cidade diferente do país.