À semelhança do que acontece todos os anos, há curiosidades que vale a pena registar nesta 86ª edição dos Óscares. A começar pela atriz Meryl Streep, a campeã das nomeações. Com «Um Quente Agosto», a atriz consegue a sua 18ª nomeação aos Óscares. Já levou três troféus para casa.

O filme «Gravidade» é o sexto a ser feito predominantemente em 3D a ser nomeado para os Óscares na categoria de Melhor Filme. Os outros foram «Avatar» (em 2009), «Up» (2009), «Toy Story 3» (2010), «Hugo» (2011) e «A Vida de Pi» (2012).

Outra curiosidade prende-se com uma produtora. A jovem Megan Ellison tem apenas 27 anos, mas recebeu este ano duas nomeações por dois filmes diferentes («A Golpada Americana» e «Her»). É apenas a quarta a conseguir tal proeza.

Leonardo DiCaprio («O Lobo de Wall Street») está nomeado pela quarta vez para o prémio maior da representação. Ele tornou-se também no protagonista de sete filmes nomeados para a categoria de Melhor Filme. São eles: «Titanic» (1997), «Gangues de Nova Iorque» (2002), «O Aviador» (2004), «The Departed - Entre Inimigos» (2006), «A Origem» (2010), «Django Libertado» (2012) e «O Lobo de Wall Street» (2013).

Sandra Bullock já atuou em quatro filmes que foram nomeados para a categoria máxima e Tom Hanks, que este ano é um dos grandes perdedores, protagonizou seis filmes nomeados para o Óscar de Melhor Filme. «Forrest Gump» (1994), «Apollo 13» (1995), «O Resgate do Soldado Ryan» (1998), «À Espera de Um Milagre» (1999), «Toy Story 3» (2010) e «Capitão Phillips».